Tutoriais Darktable

Por seu desempenho que atende às necessidades de profissionais [estudantes, amadores…] de fotografia, um dos softwares de edição que mais usamos é o Darktable. Seu uso ideal é para processamentos em lote: redimensionar, adicionar marca d’água, filtros, edição de metadados, além de uma boa variedade de grupos de edição.

O Darktable é um software livre, de comunidade ativa e que recebe constantes atualizações. Tem compatibilidade com sistemas operacionais GNU/Linux e MacOS.

Por experiência própria desta que vos escreve, admitimos que é necessário um pequeno esforço para iniciar o uso do Darktable se você já está acostumad@ com aquele famoso software proprietário que domina o mercado. Isso porque alguns comandos (tanto de mouse quanto de teclado) são diferentes, e a organização visual dos elementos também muda um pouco. A lógica de categorização das imagens (em estrelas e cores) permanece. Para quem vai fazer processamento em lote pela primeira vez não há qualquer dificuldade. Em ambos os casos é necessário ter noções dos itens de edição mais básicos: brilho, contraste, realces, sombras, saturação…

E algo muito importante a ser dito: o Darktable NÃO é e nem pretende ser uma “versão livre” daquele famoso software proprietário.

Reunimos aqui um apanhado de videotutoriais, em português, pra mostrar que é bem possível uma estação de trabalho em SL:

 

Em 2015 nossa campanha de “promoção” do Darktable deu tão certo que todas as imagens produzidas pela equipe de fotografia que cobria o 16º Fórum Internacional Software Livre (FISL) foram tratadas com ele. O resultado pode deve ser visto aqui.

Por fim queremos lembrar que o FotoLivre realiza uma prática guiada do Darktable como parte da Oficina de Tratamento de Fotografia em Software Livre. A atividade tem formato flexível e está aberta a propostas 😉